Mundo

Dois dias após posse, Díaz-Canel recebe Maduro em Cuba

Ilustrativa Pixabay

 O novo líder cubano, Miguel Díaz-Canel, encontrou-se neste sábado (21) com o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, em seu primeiro ato oficial como presidente do Conselho de Estado após a saída do cargo de Rául Castro, encerrando 59 anos dos Castros no poder.
De acordo com a agência Associated Press, Raúl não esteve na cerimônia de boas-vindas a Maduro, no Palácio da Revolução. Chamou a atenção a presença da primeira-dama de Cuba, Lis Cuesta, que acompanhou sua contraparte venezuelana, Cilia Flores. Durante os quase 60 anos do período castrista, não havia a figura de uma primeira-dama. 
O encontro entre Díaz-Canel e Maduro, apenas dois dias depois da posse do novo dirigente, reforça a estreita aliança entre Havana e Caracas. A relação entre os dois países se dá basicamente pelo envio de petróleo venezuelano em troca de médicos e profissionais técnicos de saúde cubanos.
No entanto, Raúl já havia reconhecido que a severa crise econômica vivida pela Venezuela tem efeito negativo sobre Cuba, que tem procurado se aproximar ainda mais da Rússia e da China.
De acordo com a mídia estatal cubana, o presidente russo, Vladimir Putin, telefonou para Raúl e Díaz-Canel para reafirmar os interesses em comum, mas não houve detalhamento do que foi conversado.
Nesta segunda-feira (23), está prevista a ida do presidente da Bolívia, Evo Morales, a Havana. O líder boliviano é um antigo aliado de Cuba.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--