Sábado, 06 de Março de 2021 04:14
45 99954 3000
Agronews Copacol

Dia de Campo Copacol destaca qualidade de solo e uso de produtos biológicos

O evento ganhou a versão digital devido a pandemia do Coronavírus, com transmissão pelo Canal de Youtube da Cooperativa.

15/01/2021 15h14
228
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Copacol
O Dia de Campo é uma estratégia importante para levar conhecimento sobre manejo de plantas e do solo. Foto: Copacol
O Dia de Campo é uma estratégia importante para levar conhecimento sobre manejo de plantas e do solo. Foto: Copacol

As alternativas do sistema de produção para melhoria da qualidade do solo e o uso de produtos biológicos para o aumento da produtividade estiveram em destaque na 30ª edição do Dia de Campo de Verão da Copacol.

O evento ganhou a versão digital devido a pandemia do Coronavírus, com transmissão pelo Canal de Youtube da Cooperativa para garantir o compartilhamento de estudos desempenhados pelo CPA (Centro de Pesquisas Agrícolas), onde foram desenvolvidos 92 projetos, com 9,2 mil análises em sementes e 943 testes em fertilizantes no ano passado.

Por meio do Programa RG Estratégico, a Copacol busca tornar as atividades cada vez mais eficientes. O Dia de Campo é uma estratégia importante para levar conhecimento sobre manejo de plantas e do solo. A meta da Cooperativa é atingir uma média de 460 sacas de grãos por alqueire até 2023, por isso, realiza anualmente o Projeto Excelência Produtividade 460, que reconhece os maiores índices na área de atuação. “Do trabalho no campo é que temos a matéria-prima para as integrações. Já progredimos muito, aumentando nossa capacidade de produção: resultado do investimento feito em pesquisa, práticas de manejo e conhecimento aplicado nas propriedades. A Copacol está sempre em busca das novidades que possam melhorar o desempenho no campo. Temos a missão de sermos excelência em alimentos”, afirma o diretor-presidente da Copacol, Valter Pitol.

Os cooperados conheceram 18 cultivares de soja, mantidas na estação experimental do CPA, os desempenhos das plantas, as características agronômicas de cada material, as recomendações de plantios e os manejos que devem ser adotados considerando as condições de cada propriedade. Ensaios de longa duração mantidos no CPA em parceria da Copacol com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) foram utilizados para exemplificar sistemas de melhoria da qualidade do solo. “Nosso objetivo com o Dia de Campo é levar conhecimento aos nossos cooperados para dar suporte no aumento de produtividade nos próximos anos, garantindo rentabilidade nos negócios e sustentabilidade do nosso sistema de produção”, afirma o gerente técnico da Copacol, Tiago Madalosso.

APRESENTAÇÕES

O pesquisador da Embrapa Soja, Henrique Debiasi, doutor em Ciências do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, participou do Dia de Campo e destacou a parceria mantida com a Copacol, que busca aumentar a intensidade do uso do solo de maneira sustentável, aproveitando oportunidades no sistema de produção. “Temos a predominância em nossa região do milho segunda safra seguido pela soja no verão. Com esse sistema, podemos realizar duas culturas em um ano agrícola. No entanto, com encurtamento dos ciclos de cultivares de soja e híbridos de milho tivemos uma janela sem culturas vivas, que pode chegar a três meses. Se não tivermos a ocupação por plantas, podemos enfrentar problemas, como daninhas de difícil controle, bem como a erosão”, explica Debiasi.

Diante disso, a recomendação é o uso de alternativas, comuns em nossa região, como o consórcio milho brachiaria ruziziensis, na janela da soja; para na janela do milho há opções como trigo e a aveia branca, possibilitando uma terceira safra.

Outro participante do evento foi o doutor em Agronomia, pesquisador da Embrapa Soja, Marco Antônio Nogueira, que realizou ao vivo uma apresentação sobre o uso de produtos biológicos para o aumento da produtividade, com interação entre os cooperados. Por meio de experimentos, o pesquisador demonstrou que a inoculação tem baixo custo e alto retorno econômico. “O uso de insumos biológicos na cultura da soja é bastante comum no Brasil. A bactéria inoculante vem para suprir o nitrogênio e estimular uma produção com qualidade. É um meio que traz em sua matriz células vivas, por isso, há cuidados necessários para que as bactérias tragam os benefícios desejados. É preciso dar condições para que ela atue nos cultivos”, defende Nogueira.

YOUTUBE COPACOL

Quem quiser rever a apresentação, pode acessar o Canal Oficial da Copacol no Youtube, ou acessar o Dia de Campo pelo link: www.youtube.com/watch?v=RsE2W6hRF1k&feature=youtu.be

 

 

Leia também: 

Cooperado de Jesuítas se destaca na avicultura da Copacol

Exportações do agro paranaense somaram US$ 13,29 bi em 2020

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias