Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 22:12
45 99954 3000
Dólar comercial R$ 5,61 1.659%
Euro R$ 6,77 +0.77%
Peso Argentino R$ 0,06 +1.57%
Bitcoin R$ 275.266,03 -0.705%
Bovespa 110.035,17 pontos -1.98%
Economia Agronegócio

Arroz no Paraná teve valorização de mais de 50%

No caso do varejo, o preço médio subiu até 73%.

19/01/2021 15h12 Atualizada há 1 mês
209
Por: Giovanna Trevelin Fonte: AGROLINK - Lucas Rivas
foto: Pixabay
foto: Pixabay

Em dezembro do ano passado, os produtores de arroz no Paraná estavam recebendo R$ 100,00 pela saca de 60 quilos de arroz. Esse valor representa aumento de 56% em relação ao preço de R$ 64,00 pela mesma saca em dezembro de 2019. No caso do varejo, o preço médio subiu até 73%, passando de R$ 15,00 o pacote de 5 quilos para R$ 26,00. É possível que haja uma pequena redução com o início da colheita no final deste mês.

Conforme dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, os produtores paranaenses plantaram 2,6 mil hectares de sequeiro e 18,5 mil em área irrigada para safra 2020/2021. A produção prevista é de aproximadamente 148 mil toneladas, repetindo o resultado da safra anterior. Esse volume não é suficiente para atender a demanda do Estado. Por isso, há necessidade de o arroz vir de outras regiões produtoras, notadamente de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Há duas formas de plantio de arroz: o irrigado e o de sequeiro. O primeiro é mais comum em áreas de várzea, onde a água favorece o desenvolvimento do grão. O segundo é semeado em terras mais altas e secas. Esse fica mais exposto a perdas, sobretudo em razão de estiagens.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias