Sexta, 26 de Fevereiro de 2021 12:58
45 99954 3000
Geral Paraná

Pesquisadores avaliam áreas suscetíveis a inundações e deslizamentos no Paraná

Pesquisadores do SGB-CPRM farão análises em áreas urbanizadas e não urbanizadas até o mês de fevereiro

26/01/2021 21h30
106
Por: Da Redação Fonte: Assessoria de Comunicação Serviço Geológico do Brasil
Reprodução/ Prefeitura de Mallet
Reprodução/ Prefeitura de Mallet

Pesquisadores em geociências do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM) iniciaram nesta terça-feira (26) a etapa de estudo de campo no município de Mallet, no Paraná, para avaliar e identificar as áreas que são suscetíveis a inundações e deslizamentos. Vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), o SGB-CPRM é uma empresa pública do Governo Federal responsável pela produção das Cartas de Suscetibilidade dos municípios brasileiros. Os estudos foram iniciados hoje e devem seguir até o dia 05 de fevereiro, período em que os pesquisadores deverão percorrer toda a extensão do município paranaense.

Os estudos fazem parte do projeto Cartas de Suscetibilidade, uma iniciativa que integra as ações de prevenção de desastres naturais executadas pelo SGB-CPRM com o objetivo de preservar vidas por meio da geração de informações que devem ser utilizadas pelo poder público de forma preventiva, priorizando o planejamento territorial para evitar a formação de áreas de risco geológico devido à ocupação inadequada.

No Paraná, além de Mallet, o SGB-CPRM mapeou a capital Curitiba e os municípios de Almirante Tamandaré, Capitão Leônidas Marques, Fazenda Rio Grande, Pinhais, Rio Branco do Sul, São José dos Pinhais e União da Vitória. Ao todo, no Brasil, foram mapeadas 526 cidades, contemplando cerca de 87,8 milhões de pessoas. Todas as informações são públicas e podem ser consultadas por meio do link https://www.cprm.gov.br/publique/Gestao-Territorial/Prevencao-de-Desastres/Cartas-de-Suscetibilidade-a-Movimentos-Gravitacionais-de-Massa-e-Inundacoes---Parana-5079.html.

Após a etapa de campo, a previsão para a publicação da Carta de Suscetibilidade de Mallet é de, em média, três meses. O projeto é coordenado pelo geólogo Tiago Antonelli, que explica a finalidade dos estudos.

"A produção das Cartas de Suscetibilidade é iniciada a partir de uma modelagem matemática elaborada em escritório e validada em campo por nossos pesquisadores, que vão até as cidades para avaliar as características do terreno. Após essa etapa, é possível indicar o grau de suscetibilidade de ocorrência de algum processo geológico, como movimento de massa, enxurrada, corrida de bloco ou inundação. Dependendo das características analisadas em campo, o grau de suscetibilidade pode ser enquadrado em alto, médio ou baixo. Após a conclusão dos estudos, as Cartas são enviadas aos gestores públicos das cidades contempladas", esclarece Tiago Antonelli.

Os estudos apontam as regiões mais indicadas à expansão territorial em cada cidade, sendo uma ferramenta essencial ao planejamento urbano, com diretrizes para a ocupação residencial, industrial e agrícola. O coordenador do projeto destaca que as Cartas apontam quais são as melhores áreas para se ocupar e de que forma podem ser ocupadas. Os estudos indicam, ainda, quais eventos podem ocorrer nas áreas classificadas como de alta suscetibilidade, caso haja ocupação inadequada.

 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cafelândia - PR
Atualizado às 12h41 - Fonte: Climatempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 31°

29° Sensação
14.3 km/h Vento
47.8% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Domingo (28/02)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias