Sexta, 15 de Outubro de 2021
20°

Chuva

Cafelândia - PR

Saúde Pandemia

Diário de uma pandemia:

dicas para orientar pais e crianças

02/03/2021 às 10h27
Por: Eliane de Fatima Bruger Racoski
Compartilhe:
Imagem da net
Imagem da net

            Ainda estamos em período de pandemia, as rotinas de todas as famílias mudaram, alguns estão tendo que ficar mais tempo em casa. Mas para quem tem criança, como estamos lidando para explicar aos pequenos o que está acontecendo, e outro desafio maior ainda, como distrair essa turminha?

            Esse período ainda está exigindo muitos cuidados, paciência e prevenção. Venho aqui ajudar nessa missão de sugerir algumas atividades para distrair as crianças no período em que estão em casa, mas antes quero destacar um tópico:

Como explicar a doença para as crianças?

            Provavelmente todas as crianças já estão situadas com a doença, pois tivemos que explicar para elas a importância do cuidado com essa doença por ser desconhecida. No entanto o melhor caminho para explicar qualquer doença é com objetividade e uma pitada de brincadeira. Pois as crianças aprendem melhor brincando, então nada melhor que usar a criatividade para fazê-las entender o que está acontecendo.

           Nesse momento é importante que os pais estejam bem informados de fontes seguras, cuidar para não replicar informações falsas veiculadas nas mídias, pois temos que passar as nossas crianças informações que não as submetam a se sentirem com medo ou inseguras.

            Existem canais e fontes seguras que possam passar as informações nesse período de crise, provocado pela pandemia de Coronavírus.

 

Dicas para orientar pais e crianças 

            Nesta ocasião, com mais tempo em casa, podemos reforçar a rotina de alimentação adequada e saudável. É um momento oportuno para fazer as refeições em família, fazer a preparação das refeições em conjunto. Então, nada melhor que convocar os pequenos para a cozinha, assim, eles podem desenvolver habilidade, despertar o interesse pelos alimentos e ampliar o paladar, e porque não fazer desse período um pontapé inicial na mudança de comportamentos da família toda?

            Brincar, jogar, dançar e se divertir fazem bem para a saúde e entretêm as crianças.  Então mais do que nunca, é hora de tirar o foco dos eletrônicos e colocar o corpo em movimento. Podemos resgatar as brincadeiras antigas, deixando um pouco de lado a tecnologia e explorar a capacidade criativa e imaginária das crianças.

            Mas sabemos também que nem todos dispõe de um espaço em casa, mas para aqueles que possuem, dá para pular corda, brincar de amarelinha, pular elástico e até mesmo fazer jogos com bola. Para aqueles que não possuem esse espaço amplo, opte por brincadeiras que não exijam tanto espaço, como brincadeiras de rodas, mimicas, esconde-esconde, stop, quebra cabeça e muitos outros.

            Temos também a dança, pois você só precisa de duas coisas: uma boa música e muita animação. Que tal elaborar um concurso de dança na sala de casa? O importante é usar a imaginação. A dança traz equilíbrio, concentração, disciplina, melhorias na coordenação motora, consciência corporal e espacial esses são alguns dos benefícios da prática de danças para as crianças.

            Yoga pode ser uma atividade física que pode ser feito em pequenos espaços, é uma atividade física que relaxa os pequenos, diverte e também pode ajudar a trabalhar o corpo físico. Pode envolver histórias, músicas, brincadeiras e posturas. Porém qualquer atividade física constrói consciência corporal nas crianças e ajuda a diminuir a ansiedade.

            Outra atividade que podemos incluir é pequenas tarefas domésticas, claro que isso vai depender da faixa etária. Porém algumas tarefas domésticas podem ser atribuídas às crianças como organizar e limpar o próprio quarto e os brinquedos, ajudar a lavar e guardar a louça, jardinagem, varrer algum cômodo. Além de ser uma maneira de manter o corpo em movimento, a criança trabalha a coordenação motora e ainda desenvolve o senso de colaboração.

            Posso dizer que a organização também pode ser colocada como brincadeira, também ela é essencial para que as coisas não saiam do controle. Pode ser feito um acordo com as crianças sobre os horários das brincadeiras e de outras atividades do dia a dia, delimite um período para estar com as crianças e outro para alguma demanda pessoal.

            Caso tenha necessidade marque um horário no despertador para que elas possam visualizar melhor que está na hora de começar ou encerrar a brincadeira. Não podemos esquecer também nesse período de intervalo, orientar os pequenos a ler um livro, assistir a algum filme, desenhar, pintar ou até mesmo brincar sozinho com algum brinquedo.

Cuide da sua saúde mental

            Não podemos esquecer de cuidar da saúde mental, pois as pessoas são seres sociáveis e nesse momento ficar mais recluso em casa pode prejudicar a sua saúde mental. Mas existem maneiras de evitar que isso aconteça.

            Antes fazíamos as coisas menos on-line e mais ao vivo, porém agora as coisas se inverteram. Mas podemos usar a tecnologia a nosso favor, podemos fazer ligações de vídeo para amenizar a saudade daqueles que não podemos ver pessoalmente, podemos usar a rede social para nosso bem estar e não para adoecimento. Além disso, tem muita coisa off-line boa para fazer, como ler livros, ver filmes, escutar música ou colocar o papo em dia com os amigos pelo celular. Dormir bem, além de seguir todas as outras dicas citadas no início do texto, também vai te ajudar a manter a sua mente sã. Outra dica que não posso deixar de citar, é se você não está conseguindo lidar com esse período em que estamos vivendo, procure ajuda de um profissional, pois as vezes não damos conta sozinhos.

 

Eliane Bruger Racoski

(45)99966-3648

 

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Eliane de Fatima Bruger Racoski
Eliane de Fatima Bruger Racoski
Sobre Eliane de Fatima Bruger Racoski Psicóloga com ênfase na psicanálise e Palestrante, Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Especialista em Psicologia do Trânsito. Cursando pós graduação em Arteterapia e Neuropsicologia. Possui experiência com atendimento clínico com ênfase na Psicanálise, na Ciretran na realização de Avaliação Psicológica de candidatos para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Atuou como docente na pós-graduação em Psicopedagogia na Faculdade de E
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias