Quarta, 14 de Abril de 2021 05:29
45 99954 3000
Agronews Clima

Outono deve manter irregularidade no clima no Paraná

Sob influência do La Niña, Paraná terá períodos de chuva e frio intercalados com calor. A partir do final de maio, existe risco de geada.

26/03/2021 10h54
230
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Sistema FAEP/SENAR-PR
foto: Pixabay
foto: Pixabay

O outono, que começou no dia 22 de março, deve ser marcado por chuvas irregulares em todo o Paraná. Segundo o agrometeorologista Luiz Renato Lazinski, o fenômeno climático La Niña, caracterizado pelo esfriamento das águas do Oceano Pacífico, terá influência nas precipitações em praticamente todas as regiões brasileiras, inclusive no território paranaense. “O La Niña atingiu o seu máximo em janeiro e fevereiro. Ele está diminuindo de intensidade, mas, mesmo fraco, segue influenciando nosso clima até meados deste ano”, afirmou, em entrevista ao Sistema FAEP/SENAR-PR. 

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), no decorrer desta estação os paranaenses devem conviver com manhãs e noites mais frias, enquanto as tardes seguem quentes. A partir de maio, ondas de ar frio e seco devem ser frequentes e intensas, provocando expressivo declínio da temperatura do ar. Dessa forma haverá dias muito frios, intercalados por outros de grande calor. 

No campo 

O clima irregular vem complicando a lida nas lavouras paranaenses nos últimos tempos. No início da safra de verão faltou chuva no plantio. Depois, no início deste ano, choveu mais que o necessário. De acordo com o Lazinski, com a influência do La Niña, a previsão é que essa instabilidade continue ao longo da estação até o início do inverno. 

“Podemos ter um ou outro veranico na safrinha de milho”, observa o especialista, referindo-se a períodos isolados de calor. Segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), até a terceira semana de março, 72% da área estimada de 2,4 milhões de hectares já estavam semeados, mas o avanço do cereal também depende das condições climáticas. 

Essa situação climática poderia ser mais propícia a cultura do trigo, que tolera facilmente veranicos e também quedas bruscas de temperatura. O milho safrinha, que já sofreu atraso no plantio em decorrência da estiagem prolongada, pode ser mais vulnerável às variações de temperatura e clima. 

As temperaturas não devem ser muito altas de acordo com o agrometeorologista. “Amenas para essa época do ano. O frio chega mais cedo em anos com o La Niña. Na verdade, ele já chegou em fevereiro, tivemos mínimas de seis graus”, detalha Lazinski. 

Segundo o especialista, o risco de geada não está descartado, principalmente após o final de maio. “Inclusive em áreas de milho safrinha. Se tiver geada seria mais para a região Oeste, não para o Norte”, analisa.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/
Telegram: https://t.me/jinteg

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cafelândia - PR
Atualizado às 05h13 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 30°

18° Sensação
12.4 km/h Vento
87.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (15/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Sexta (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias