Terça, 28 de Setembro de 2021
36°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Tecnologia Telefonia 5G

Desafios e obstáculos para a implantação da tecnologia 5G no Brasil

Veja o que o país precisa para essa implantação

29/06/2021 às 10h11
Por: Da Redação Fonte: Da assessoria
Compartilhe:
Desafios e obstáculos para a implantação da tecnologia 5G no Brasil

 

As tecnologias digitais fizeram avanços significativos nas últimas décadas a ponto de se tornarem essenciais no mundo moderno. A população crescente de clientes e a demanda e complexidade dos serviços são os fatores que impulsionam as operadoras móveis para uma mudança de paradigma focada em uma evolução acelerada no setor.

O rápido progresso na área trouxe promessas de transformação econômica através de melhorias de produtividade e na qualidade de vida. Os telefones celulares, ou smartphones, são principalmente usados para acessar diariamente serviços como banco online, e-mail, redes sociais e aplicativos de mensagens, a toda hora e em qualquer lugar.

Os computadores são essenciais para inúmeros tipos de trabalho e formam parte da atividade diária de pessoas espalhadas por todo o mundo. Já os tablets são dispositivos utilizados normalmente em ambientes fechados, com conexão à internet via Wi-Fi, e muito úteis para tarefas cotidianas e entretenimento online, como jogos e chamadas de vídeo.

Para melhorar a experiência dos clientes, a tecnologia 5G será capaz de alcançar padrões de desempenho significativamente maiores. Cada geração anterior teve um reinado de aproximadamente 10 anos, com avanços significativos nas capacidades técnicas, funções e contribuições econômicas: a primeira rapidamente foi seguida pela segunda, terceira e quarta, aprimorando serviços de voz, mensagens e streaming de vídeo. A quinta geração, conhecida como 5G, está disponível globalmente desde 2020, mas ainda em fase de desenvolvimento em alguns países, como é o caso do Brasil.

Mercado Brasileiro

A implantação da tecnologia 5G pode fornecer benefícios econômicos significativos no Brasil. Estudos indicam que a novidade poderia contribuir na criação de 250 mil empregos permanentes até 2026, implementando um aumento significativo no produto interno bruto. No entanto, a extensão das vantagens com a chegada do 5G dependerá da rapidez com que ele for implantado e adotado, bem como da capacidade de adaptação do ambiente regulatório.

Com a previsão de estar totalmente disponível e operativa nas principais capitais brasileiras até metade do ano que vem, em 2022, a internet 5G e suas aplicações é vista por companhias de telecomunicações e também pelo governo federal como uma revolução digital. O 5G terá que definir as incertezas relacionadas às ameaças à segurança, incluindo confiança, privacidade e cibersegurança, que estão crescendo em todo o mundo, e também ajustar a legislação cibernética - os crimes online e outras fraudes também podem aumentar com a alta velocidade dessa inovação.

Esse maior desempenho irá acelerar o desenvolvimento de várias tecnologias novas e existentes, incluindo como os dispositivos podem transmitir dados pela Internet. Benefícios econômicos e sociais, forças de mercado, interesse público, competitividade global e acesso universal a diversos serviços - esses são os desafios que os reguladores e formuladores de políticas enfrentam não apenas no Brasil, mas também em outros países.

Desafios, Riscos e Benefícios

Embora as oportunidades sejam certamente promissoras, sua implantação também traz desafios e riscos. Usar uma nova geração de comunicações de dados de banda larga poderia significar um baixo custo para educação, mais coesão social com acesso à informação global, conhecimento e aprendizagem. Com isso, economias e países subdesenvolvidos poderiam prosperar rapidamente.

Mas ela também levanta certas preocupações de saúde pública. Os efeitos da radiação de radiofrequência têm sido objeto de vários estudos, com resultados ainda incertos. Porém, há poucos dados sobre o impacto da tecnologia 5G no caso específico de indivíduos que podem ser expostos a uma concentração maior de radiação devido ao grande número de antenas que serão utilizadas. Para evitar esse risco, os dispositivos equipados com 5G devem usar faixas de frequência já cobertas pelos limites atuais e também atender aos requisitos mínimos de exposição à energia de radiofrequência.

A integridade das novas redes também se tornará uma grande preocupação de segurança: além de ameaças de confidencialidade e privacidade, o 5G se converterá na espinha dorsal de muitos aplicativos de tecnologia, se tornando assim um alvo com um grande potencial para ataques cibernéticos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias