Quarta, 22 de Setembro de 2021
25°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Economia Sicoob

Não começou seu planejamento financeiro? Confira essas dicas para se organizar ainda em 2021

Ainda dá tempo de realizar seus objetivos neste ano, segundo educadora financeira do Sicoob.

12/07/2021 às 13h24
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Imprensa Sicoob
Compartilhe:
foto: Imprensa Sicoob
foto: Imprensa Sicoob
Seis meses já se passaram desde que o ano começou e você continua com uma bagunça na sua vida financeira? Não seguiu aquela listinha de tarefas que fez antes do Ano Novo e, ao olhar para sua conta bancária, acha que não tem mais solução? Pois fique calmo. Segundo a educadora financeira Louize Oliveira, do Sicoob, ainda dá tempo de construir o seu planejamento financeiro: para isso, é importante que você tenha vontade de mudar os seus hábitos, fazer cálculos e colocar a mão na massa.

De acordo com Louize, este é o momento crucial para você retomar o controle da sua vida financeira. "No início do segundo semestre, é comum que as pessoas revisem as suas metas de ano novo. É nesse momento que muita gente percebe que não seguiu o planejamento financeiro e algumas metas ficaram comprometidas. Mas, calma! Não é a hora de jogar tudo para o alto. Ainda dá tempo de virar esse jogo", explica.

Para a educadora, o importante agora é ter calma e não fazer metas mirabolantes. "Não vai adiantar dobrar o valor que você queria guardar por mês ou cortar gastos mensais sem planejamento. Se você fizer isso, é provável que você fique ainda mais frustrado", diz. O ideal é refazer as contas, sempre com metas factíveis e alcançáveis, mesmo que comece com poucos passos. "É possível, por exemplo, definir um valor mensal para ser guardado e, a cada período, aumentar um pouco este número".

E se você se encontra nessa situação e está se sentindo culpado, Louize também ressalta que o período de pandemia está sendo realmente mais complicado para a organização financeira das famílias. "Antes, nós já tínhamos a previsão dos nossos gastos mensais. Por exemplo: transporte, mercado, aluguel e outros. Agora, os hábitos mudaram bastante, principalmente com a alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), índice oficial da inflação no país, que nos últimos dias se mostrou crescente e, consequentemente, isso afeta o poder de compra do cidadão: quando a inflação sobe, o poder de compra cai", afirma.

Em comparação com 2019, os gastos dos cooperados do Sicoob com compras on-line aumentou em 47% no ano passado, saindo de R$ 3,2 bilhões e saltando para R$ 4,7 bilhões. "É preciso ficar atento. Estamos expostos a muitos anúncios, por exemplo, de uma roupa ‘baratinha’, um fone ‘baratinho’, uma comida diferente. No fim do mês, quando você vai somar tudo, aquilo pesa no bolso".

Mas o que fazer, então?

Além da calma que Louize já citou, não tem jeito: é importante ter papel, caneta e calculadora (ou um notebook) em mãos e calcular. Comece pelo que você quer fazer, seja quitar uma dívida, construir a sua reserva de emergência ou fazer um investimento. Faça as contas, veja quanto é necessário para chegar ao objetivo, registre sua renda e seus gastos mensais, veja quanto seria necessário guardar por mês para conseguir alcançar a sua meta.

O curso Se Liga Finanças Online poderá te ajudar nessa fase de planejamento financeiro. Acesse www.online.seligafinancas.com.br e faça a sua inscrição no curso, que tem curta duração, é totalmente online e gratuito, e foi desenvolvido pelo Instituto Sicoob para te ajudar a dominar as "regras do jogo" das finanças.

E não se esqueça que em breve vão bater à sua porta o IPVA, IPTU, renovação de seguros, renovação de matrícula e lista de material escolar. Portanto, se for possível, já comece a guardar uma "grana" para quitar de vez os fantasmas do começo do ano. Outra dica é olhar para o extrato do mês anterior: veja o quanto gastou com itens desnecessários ou "bobagens", seja uma refeição que você poderia fazer por si próprio, um celular que não seria necessário ser trocado ou até a lâmpada acesa durante o dia todo que pesou na conta de luz. "Dessa forma fica mais fácil cortar gastos e começar a poupar. Ainda dá tempo de iniciar este ano", finaliza a especialista.

E para quem acha que está gastando muito com tarifas, taxas e juros, vale entrar em contato com uma cooperativa financeira. Somente em 2020, os cooperados do Sicoob deixaram de gastar mais de R$ 8 bilhões por conta das cobranças mais justas no cooperativismo financeiro.

Sobre o Sicoob

Instituição financeira cooperativa, o Sicoob tem mais de 5 milhões de cooperados e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Oferecendo serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outras soluções financeiras, o Sicoob é a única instituição financeira presente em mais de 300 municípios. É formado por mais de 370 cooperativas singulares, 16 cooperativas centrais e pelo Centro Cooperativo Sicoob (CCS), composto por uma confederação e um banco cooperativo, além de processadora e bandeira de cartões, administradora de consórcios, entidade de previdência complementar, seguradora e um instituto voltado para o investimento social. Ocupa a segunda colocação entre as instituições financeiras com maior quantidade de agências no Brasil, segundo ranking do Banco Central, com 3.480 pontos de atendimento. Acesse https://www.sicoob.com.br para mais informações.
 
 
 
 
Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/
Telegram: https://t.me/jinte
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias