Sexta, 15 de Outubro de 2021
19°

Chuva

Cafelândia - PR

Variedade Cultura e Sociedade

História da cerâmica: saiba a origem desse material milenar

Tecnologia acompanha a humanidade desde os primórdios e é super presente no cotidiano.

21/07/2021 às 18h39
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Gear SEO
Compartilhe:
foto: pixabay
foto: pixabay

O termo cerâmica vem do grego kéramos, que significa "argila queimada” ou “terra queimada”, e refere-se a técnica milenar de produzir objetos em barro que serão posteriormente cozidos.

Com a cerâmica, atualmente, se faz itens de construção civil, como ladrilhos, azulejos, telhas e tijolos, além de potes e outros objetos de olaria. Desse material também são feitas peças de uso doméstico, como aparelhos de jantar e objetos decorativos, tais como vasos e estátuas.

Origem da cerâmica

A cerâmica acompanha a humanidade desde os tempos primitivos, quando o homem descobre o fogo, sendo assim, uma das tecnologias mais antigas do mundo. Ela é considerada, nada mais, nada menos, que o primeiro material artificial produzido pelo homem.

Ela nasceu de forma casual, no momento em que o homem começou a trabalhar com o barro endurecido pelo fogo. A cerâmica passou a substituir a pedra trabalhada, a madeira e mesmo as vasilhas feitas de casca de frutos, como o coco.

O material passou a ser presente então em objetos utilitários, decorativos e outros de fins ritualísticos em diferentes civilizações do ocidente e oriente.

São exemplos, vasilhames para armazenamento de alimentos, vinhos, óleos, e perfumes, a cerâmica também  está presente na construção de urnas funerárias e até como superfície para a escrita das primeiras palavras.

Por ser um material resistente é frequentemente encontrado em escavações arqueológicas. Estudiosos encontraram  no sítio arqueológico neolítico de Mureybet, no vale do rio Eufrates, na atual Síria, fragmentos de cerâmica e figurinhas de argila mal cozidas (feitas em baixas temperaturas) datadas do sétimo milênio antes de Cristo. Estes são os objetos de cerâmica mais antigos que se conhecem, juntamente com outros itens encontrados em sítios da Turquia que também datam 7.000 a.C. Assim, a cerâmica é uma das grandes invenções dos povos mesopotâmicos.

Produção e tipos de cerâmica

A cerâmica é uma atividade de manufatura de artefatos a partir da argila, matéria que se torna muito plástica e fácil de moldar quando umedecida. Após moldada, a peça é levada à secagem para retirar a maior parte da água e é submetida a altas temperaturas (cerca de 1.000º C), o que lhe atribui rigidez e resistência mediante a fusão de certos componentes presentes na massa. Em alguns casos é fixado esmalte na superfície e pinturas decorativas são feitas.

Segundo o material utilizado e a técnica empregada, classifica-se a cerâmica em terracota, cerâmica vidrada, grés e faiança.

História da cerâmica

Na antiguidade, destaca-se também o uso da cerâmica nas culturas grega, egípcia e chinesa.

Na Grécia, entre 1.000 e 330 a.C., o trabalho na cerâmica era feito sempre por homens. Oleiros produziam peças, geralmente pintadas com cenas de batalhas e conquistas. A cerâmica produzida na China, entre 550 e 480 a.C., era essencialmente ligada à tradição religiosa, aos cultos e ritos. No Egito, as tumbas dos faraós continham vasos de cerâmica com vinho, óleos e perfumes para fins religiosos.

Cerâmica no Brasil

No Brasil, a cerâmica tem seus primeiros registros na Ilha de Marajó, no estado do Pará, norte do país. As peças encontradas eram fabricadas pelos povos indígenas que habitaram aquela região durante o período pré-colonial de 400 a 1400 d.C. Elas se destacam por ser um material altamente elaborado, com estética sofisticada, mesmo com a tecnologia rudimentar utilizada, ainda sem a presença do toldo.

Estudos arqueológicos, contudo, indicam a presença de uma cerâmica mais simples criada na região amazônica por volta de cinco mil anos atrás.

Dessa forma, a tradição ceramista não chegou ao Brasil com os portugueses, nem com os povos trazidos de forma escravizada. Porém, os colonizadores portugueses instalaram as primeiras olarias, estruturando e profissionalizando aqui o trabalho com o barro.

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/
Telegram: https://t.me/jinte

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias