Sábado, 16 de Outubro de 2021
19°

Pancada de chuva

Cafelândia - PR

Cultura História

Capoeira é celebrada pelo Museu Paranaense

A ideia é pensar coletivamente a cultura material e imaterial da capoeira, tradição brasileira de origem africana.

23/08/2021 às 13h42
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Agência de Notícias do Paraná
Compartilhe:
Acervo MUPA
Acervo MUPA

A partir desta terça-feira (24), o Museu Paranaense promove o evento “Que memória é essa da capoeira no Paraná?”, a ideia é pensar coletivamente a cultura material e imaterial da capoeira, tradição brasileira de origem africana e muito presente também em terras paranaenses. O evento será formado por três mesas virtuais que acontecem até quinta no canal do Mupa no YouTube.

As mesas terão participação de mestres, praticantes e estudiosos da capoeira. A atividade integra as celebrações dos 145 anos do Mupa – um museu centenário que busca a reinvenção constante e é atento à sua história e ao compromisso com a população brasileira, sobretudo a paranaense. “Festejamos um museu que se abre para novas possibilidades a partir de sua própria história, e com esse evento pretendemos abrir espaço para uma das mais fortes e reconhecidas tradições afro-brasileiras: a capoeira”, afirma Gabriela Bettega, diretora do museu.

MESAS E CONVIDADOS

Compreendendo a importância dessa pauta em um momento de efervescência das discussões sobre racismo estrutural e institucional, o evento “Que memória é essa da capoeira no Paraná?” reúne para trocas e debates estudiosos da capoeira e das materialidades diversas que compõem esse universo, lado a lado com mestres e praticantes da arte, que é intensamente difundida pelo Estado.

Todas as mesas serão transmitidas ao vivo gratuita e abertamente a todos os públicos, com tradução simultânea em Libras. Haverá também emissão de declaração aos participantes que acompanharem todas as atividades.

DIA 24, 18H30 - “Acervos pessoais dos mestres e dos espaços de prática”. O que são as coisas que os mestres da capoeira guardam em suas casas ou nas academias de capoeira? Por que guardam? Quais são os significados desses materiais? Como contribuem para a memória pessoal e também social da capoeira?

Com Mestre Sergipe, Mestre Bacico e professora Cleo Sheirosa.

Dia 25, 18h30 - “Capoeira vivida e histórias da capoeira angola no Paraná”. O jogo, a dança, a mímica, a luta e a ancestralidade, a capoeira angola compreende e desenvolve estes aspectos de forma integrada e marcada pela solidariedade. Diálogo, troca, desafio, brincadeira, aprendizado, abertura e fechamento, agentividade que se leva de dentro para fora da roda, pois o angoleiro leva a ética da capoeira para sua vida.

Com Mestre Lito, Caroline Blum e André Boquinha.

DIA 26, 18H30 - “Relação entre humanos e objetos na capoeira”. O que os estudos sociais sobre capoeira dizem a respeito dos seus objetos? Existe uma dicotomia rígida entre sujeitos e objetos? Quais as atenções especiais que os materiais da capoeira requerem e em quais circunstâncias? Como ocorrem as relações entre humanos e não humanos na capoeira?

Com Sérgio González Varela e Antônio Liberac.

EXIBIÇÃO DE DOCUMENTÁRIO

Complementando a programação das mesas, durante os dias 20 a 26 de agosto, o Mupa disponibilizará o documentário “Mestre Sergipe – Um Homem, uma Força, um Coração”, realizado por umas das convidadas do evento, Cleo Sheirosa. O material estará disponível gratuitamente para os interessados assistirem nesse período.

Assista AQUI.

Serviço:
“Que memória é essa da capoeira no Paraná?”
24, 25 e 26 de agosto
Sempre ao vivo, a partir das 18h30, no canal do Museu Paranaense no YouTube.
Evento gratuito com tradução simultânea em Libras.
Emissão de declaração aos participantes por meio de preenchimento de formulário online, fornecido pela produção ao longo das transmissões.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/

Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias