Terça, 19 de Outubro de 2021
17°

Pancada de chuva

Cafelândia - PR

Meio Ambiente Paraná

Portos Paraná contrata unidades móveis para prestar socorros aos animais

A Portos do Paraná contratou uma Unidade Móvel de Estabilização de Fauna para prestar primeiros socorros aos animais que, eventualmente, venham a ser afetados durante a obra de remoção de rochas (derrocagem) da Pedra da Palangana, no canal de acesso ao Porto de Paranaguá.

09/09/2021 às 11h10
Por: Fonte: Da Agencia AEN
Compartilhe:
Unidade Móvel de Proteção à Fauna - Paranaguá, 09/09/2021 - Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná.
Unidade Móvel de Proteção à Fauna - Paranaguá, 09/09/2021 - Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná.

 

A Portos do Paraná contratou uma Unidade Móvel de Estabilização de Fauna para prestar atendimento aos animais que possam ser afetados durante a obra de remoção de rochas (derrocagem) da Pedra da Palangana, no canal de acesso ao Porto de Paranaguá.

Foram montadas seis tendas para atendimento inicial, com tanques e piscinas com circulação de água. O local possui capacidade para atender diferentes espécies: peixes, quelônios (tartarugas), aves e espécies maiores, como cetáceos (botos). A captura de água do estuário é feita via bomba submersa com capacidade de 30.000 litros hora, para estabilização dos animais aquáticos.

 O diretor de Meio Ambiente da empresa pública, João Paulo Ribeiro Santana, explicita em sua fala o objetivo da ação,

“A Unidade Móvel cumpre as orientações e tudo que foi requisitado pelo órgão ambiental licenciador para, no que tange a Portos do Paraná, trabalhar de forma preventiva. O local tem objetivo de prestar um primeiro atendimento se, porventura aparecerem animais debilitados durante as detonações”.

Segundo Santana, uma equipe multidisciplinar especializada vai prestar atendimento aos animais, visando o mínimo possível de óbitos durante das detonações. “Lembrando que na primeira detonação, feita segunda-feira, dia 06, não tivemos nenhum animal debilitado e nenhum óbito”, salienta o diretor.

 

Medidas

A estratégia de do trabalho de proteção à fauna foi elaborada levando em consideração protocolos de atendimento necessários aos animais em situação de risco durante operações de derrocagem, assim como a logística de campo e aspectos de sensibilidade ambiental da região.

O gerente de Meio Ambiente da Portos do Paraná, Thales Schwanka Trevisan, destaca que a estrutura móvel é um complemento a outros 19 monitoramentos ambientais e medidas de mitigação e controle específicos para a obra.

“A medida reforça o compromisso que a Portos do Paraná tem de executar suas ações com o máximo respeito e compromisso com o meio ambiente”.

, afirma. As atividades de monitoramentos ambientais seguem, sem interrupção, durante todo o período.

 

Protocolos

As tratativas metodológicas estão de acordo com práticas e referências sugeridas para atendimento à fauna em atividades de derrocagem sendo realizada, se necessário, por empresa especializada reconhecida nacionalmente. Os protocolos de atendimento de cetáceos e quelônios e da ictiofauna estão de acordo com metodologias utilizadas em projetos de monitoramento similares e em conformidade com as orientações do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

A Portos do Paraná segue o cronograma da obra que está disponível no banner e na página específicos no site e reforça o compromisso em comunicar a população durante toda a obra. Os canais oficiais da empresa pública seguem atualizados.

 

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias