Terça, 28 de Setembro de 2021
36°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Economia Fomento Paraná

Novo recorde de contratações de microcrédito é registrado no Paraná

A Fomento Paraná bate novo recorde em contratações de microcrédito em agosto.

13/09/2021 às 16h51 Atualizada em 13/09/2021 às 17h00
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Agência de Notícias do Paraná
Compartilhe:
foto: Gilson Abreu/AEN
foto: Gilson Abreu/AEN

Um novo recorde em operações de microcrédito é alcançado, no mês de agosto, pela Fomento Paraná, instituição financeira pertencente ao Governo do Estado. Os 1.016 contratos, que totalizam R$ 11,5 milhões liberados para empreendimentos localizados em 195 municípios paranaenses em um único mês, foram responsáveis por esse resultado. Do total de recursos, R$ 6,2 milhões foram liberados pelo Banco da Mulher Paranaense. Essa linha de crédito atende microempresas, microempreendedores individuais (MEIs) e também empreendedores informais.

No ano, o microcrédito já soma R$ 45 milhões em contratações. É outra marca inédita, que supera em 25% a média de contratações registrada nos últimos seis anos para o período de janeiro a agosto, que é de R$ 33,7 milhões.

O diretor-presidente da instituição, Heraldo Neves, destaca a importância do microcrédito para o crescimento da carteira ativa de crédito da instituição. A carteira agora soma R$ 393,4 milhões, dos quais R$ 121,6 milhões representam apenas operações de microcrédito.

Esse volume não considera outros R$ 155 milhões liberados em operações da linha Paraná Recupera, criada com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico, a partir da decretação da pandemia de Covid-19 no País, e que atinge em grande parte o mesmo público.

“É um volume expressivo de recursos que o Governo do Paraná vem colocando na economia estadual, por intermédio da Fomento Paraná, e que deve fazer a diferença na vida do empreendedor, especialmente para apoiar os pequenos negócios, neste momento em que todos se movimentam para aproveitar oportunidades na retomada da atividade econômica no pós-pandemia”, afirma Heraldo Neves.

REFLEXOS

Na avaliação do diretor de Operações do Setor Privado da Fomento Paraná, Renato Maçaneiro, o bom desempenho é reflexo da alteração das condições ofertadas e de inovações implantadas nos últimos meses em processamento e análise de crédito, para melhor atender as demandas do pequeno empresário, que precisa ter acesso a novos recursos para se recuperar dos impactos da pandemia.

“Foi importante a redução da taxa de juros. Com esse realinhamento, criamos uma melhor condição no microcrédito”, afirma Maçaneiro.

Segundo ele, a combinação de juros baixos, com prazos estendidos de parcelamento, agilidade nas respostas de crédito e o empenho da rede de agentes de crédito, tiveram um impacto quase que instantâneo nas operações com microcrédito. “Implementamos essas medidas entre abril e maio e já em junho conseguimos sentir uma alta nas contratações”, relata.

De junho a julho, cresceu 25% o número de novas adesões à modalidade, ritmo que vem se mantendo em escala crescente.

ATUAÇÃO EM PARCERIA

O coordenador da Rede de Parceiros, Artur Coelho, afirma que o objetivo da instituição é seguir com os bons resultados alcançados nos últimos meses. “É um grande desafio, mas há potencial”, afirma.

Um passo fundamental para esse objetivo é a ampliação e consolidação de parcerias, como a que permitiu a implantação do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), em conjunto com o Sebrae. O fundo é uma alternativa de garantia para tomada de crédito e já contribui significativamente com o aumento das contratações no microcrédito.

Paralelamente, a Fomento Paraná tem se aproximado cada vez mais das prefeituras paranaenses, com visitas técnicas de diretores para apresentar a instituição, as linhas de crédito e outras oportunidades que incluem os arranjos locais de negócios como as associações comerciais e empresariais. “Estamos desenvolvendo uma robusta rede de agentes de crédito e correspondentes que já operam em postos de atendimento situados em quase 280 municípios”, conta o coordenador.

Josiane Duarte, proprietária de uma loja de roupas para o público evangélico, em Piraquara. Foto: Gilson Abreu/AEN

PRESENÇA DIGITAL

No último ano, a atuação da Fomento Paraná cresceu consideravelmente nas cidades do Interior, consequência de um esforço que passa por capacitação de agentes, contato mais próximo com gestores municipais e a digitalização de uma série de processos, que antes só podiam ser feitos presencialmente, ou por meio do correio.

Hoje, mesmo que não haja um ponto de atendimento da Fomento Paraná na cidade onde o empreendedor reside, é possível solicitar crédito. “Antes, nossa atuação era restrita à sede, em Curitiba, e às cidades que contavam com representantes nossos, em municípios parceiros. Graças ao desenvolvimento de nossa plataforma digital, agora não é mais assim”, explica o coordenador de Atendimento ao Cliente, Moacir Cardoso.

A digitalização de processos também garantiu maior agilidade. “A velocidade no atendimento teve um ganho com o processo de automação do cadastramento. Antes, a análise cadastral levava até dois dias para ocorrer. Agora isso é feito na hora”, acrescenta o gerente de Operações do Setor Privado, Oscar Roberto Burzynski.

AGILIDADE

Na vida do empreendedor tempo é dinheiro. Josiane Duarte, proprietária de uma loja de roupas para o público evangélico, em Piraquara, sabe bem disso. Ela procurou por crédito na Fomento Paraná em agosto, e em dez dias recebeu o financiamento. “Foi prático e rápido, quando vi o dinheiro estava na conta”, afirma. E tudo aconteceu sem papelada ou burocracia. “A única coisa que me pediram foi um avalista, pelo meu pouco tempo de MEI, mas foi bem ágil”.

A verba chegou no momento certo. Josiane se preparava para dar um passo importante no negócio que, enfim, ganhava um ponto de vendas físico. Mas faltava capital de giro. “Eu tinha investido todo o dinheiro nas roupas”, relata a lojista.

Com o crédito em mãos, ela se mostra mais tranquila. “Tô com toda a esperança de que possa crescer. As minhas perspectivas são as melhores, mesmo com a crise. Eu sei que o começo é sempre difícil, as vai dar tudo certo. Essa é uma loja de vitória”, conclui.

MICROCRÉDITO

O microcrédito da Fomento Paraná é composto por empréstimos e financiamentos de até R$ 20 mil, com até três meses de carência e prazo total de até 36 meses para pagamento. É destinado a informais, MEIs e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. A taxa de juros é a partir de 0,60% ao mês.

O limite de crédito varia de acordo com o período de atividade do empreendedor ou empreendimento. Para empreendedores informais, ou que estão iniciando uma atividade, o limite é de R$ 5 mil. O teto sobe para R$ 10 mil para que tem uma atividade já formalizada, mas ainda não completou 12 meses de registro do CNPJ. E quem está formalizado como MEI há mais de um ano pode contratar créditos de até R$ 20 mil.

Para incentivar o empreendedorismo feminino, se o empreendimento tem uma mulher como proprietária ou sócia a taxa de juros é ainda mais reduzida, por meio do programa Banco da Mulher Paranaense, a partir de 0,45% ao mês.

Para saber mais sobre microcrédito, localizar agentes de crédito ou postar sua proposta online acesse www.fomento.pr.gov.br/microcredito.

RENEGOCIAÇÃO

Além de crédito novo para apoiar empreendedores, a Fomento Paraná também mantém atenção constante nos atuais clientes, monitorando a capacidade de honrar com os pagamentos. O objetivo é evitar a inadimplência, ofertando condições de renegociação facilitadas — inclusive com possibilidade de isenção de tarifas em algumas linhas de crédito — para empreendimentos que ainda estão com dificuldade no faturamento, permitindo aumento de prazos, inclusive com novo período de carência para retomar os pagamentos.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias