Sexta, 15 de Outubro de 2021
19°

Chuva

Cafelândia - PR

Economia Comércio

Novas funcionalidades PIX surgem como diferencial aos comerciantes

Elidecir Rodrigues Jacques, professor de Processos Gerenciais do ISAE Escola de Negócios, fala sobre as vantagens e riscos de segurança do PIX para redes varejistas.

24/09/2021 às 16h59
Por: Giovanna Trevelin Fonte: Fernanda Glinka - P+G Comunicação Integrada
Compartilhe:
foto: P+G Comunicação Integrada
foto: P+G Comunicação Integrada

CURITIBA, 24/09/2021 - Sacar dinheiro no comércio mais próximo será possível graças às novas funcionalidades do Pix, conhecidas como Pix Saque e Pix Troco. A novidade, que estará disponível para adesão da rede varejista a partir de novembro de 2021, não é obrigatória, mas garante diversos benefícios para os comerciantes que optarem por ofertar os serviços. Elidecir Rodrigues Jacques, servidor do Banco Central do Brasil e professor de Processos Gerenciais no ISAE Escola de Negócios, comenta sobre o recurso.

“Além de não haver custo para o comerciante, os novos serviços surgem como um diferencial de mercado, podendo atrair mais clientes para dentro do comércio”.

Ainda, os estabelecimentos que aderirem às novas funcionalidades Pix poderão receber de 25 a 95 centavos por cada transação realizada, a depender do banco contratado para oferecer os serviços.

Mas, se o cliente não paga pela transação e o comerciante recebe por ela, quem paga ao comerciante? Os bancos.

“Ao remunerar os comerciantes pelo serviço, os bancos economizam com o custo do transporte, com a guarda de cédulas e moedas e com a gestão do numerário em si”, explica.

Para ficar ainda melhor, a rede varejista não é obrigada a ofertar os serviços a qualquer momento: é possível limitar o uso em dias e horários convenientes ou definir um valor mínimo (ou máximo) de troco permitido. Em termos de segurança, o especialista do ISAE explica que o risco é mínimo.

“Observando a quantidade de transações diárias com Pix e a segurança nas transações até o momento, praticamente não há riscos de segurança. Já a redução de numerário em circulação no estabelecimento é extremamente positiva, pois com menos dinheiro em espécie, menor a chance de um desfalque por subtração de valores”.

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias