Terça, 30 de Novembro de 2021
29°

Tempo aberto

Cafelândia - PR

Saúde Coronavírus

Curitiba imuniza mais de 3 mil pessoas na campanha Mega Vacinação

A capital foi uma das seis cidades do país escolhida para a ação

20/11/2021 às 14h59 Atualizada em 20/11/2021 às 15h07
Por: Maria Luiza Pinotti Fonte: Agência de notícias do Paraná
Compartilhe:
Foto: Américo Antonio/SESA
Foto: Américo Antonio/SESA

A campanha Mega Vacinação do Ministério da Saúde começou neste sábado (20) e seguirá até a próxima sexta-feira (26). Curitiba foi uma das seis cidades do país escolhida para a ação. Nas primeiras três horas do início da campanha, 3.077 pessoas já haviam sido imunizadas com D2 ou DR na Capital.

O mutirão acontece também no Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus, Brasília e Salvador. O objetivo da mobilização é incentivar quem não voltou aos postos de vacinação para tomar a segunda dose ou dose de reforço contra a Covid-19.

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que sempre defendeu a importância da imunização completa e depois o reforço da vacina, faz um apelo aos paranaenses: “Quem está com a dose atrasada ou está na hora da dose reforço, devem vir até aos pontos de vacinação durante a semana. A vacina está nos ajudando a reduzir os óbitos no Estado e derrubar o número de novos casos da Covid-19”.

No Paraná,  729 mil pessoas não voltaram aos postos de saúde para a segunda dose. Foram aplicadas 16.940.760 vacinas contra a Covid-19 no Estado e 7.382.916 já estão imunizadas, com a D2 ou dose única.

PROTEÇÃO - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez o lançamento da campanha de forma remota e simultânea nas seis capitais. “A vacinação é tradição no Brasil e queremos que cada um dos brasileiros que estão aptos a tomar a vacina, se dirijam às nossas salas de imunização”, disse.
Com o slogan "Proteção pela metade não é proteção", o Governo Federal, em conjunto com Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), pretende atingir os 21 milhões de brasileiros que não completaram o ciclo desde o início da vacinação em massa.

Além disso, a campanha também chama a atenção para a necessidade de reforçar a imunidade contra a doença. São 9,3 milhões de brasileiros aptos a tomarem a dose reforço.

PROTEGIDOS - A diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes, ressaltou a grande necessidade da completude do esquema vacinal para a proteção efetiva contra a Covid-19. “Precisamos que as pessoas que tomaram a primeira dose verifiquem na carteira de vacinação a data que precisam voltar ao posto de saúde para receber a segunda dose, só assim, estaremos mais protegidos contra a Covid-19”.

Segundo levantamento do Ministério da Saúde, São Paulo, com 4,1 milhões de pessoas; e Minas Gerais, com mais de 2,2 milhões, são os estados que mais possuem brasileiros nessa situação. Entre os que não compareceram, 2,9 milhões têm entre 30 e 34 anos.

Secretário de Atenção Primária à Saúde do Governo Federal, Raphael Parente explicou a necessidade de as pessoas que tomaram a vacina da Janssen, antes como dose única, também recorrerem à segunda dose deste imunizante. “Já chegaram ao Brasil as novas doses da Janssen para a segunda aplicação durante a campanha da Mega Vacinação. A partir da próxima semana, já estarão disponíveis”.

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:

Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/

Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias