Quarta, 19 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Saúde Conscientização

Ações em todo o Paraná marcam o Dia D no combate à dengue

A mobilização tem a finalidade de alertar a população sobre a importância da eliminação dos criadouros do Aedes aegypti

26/11/2021 às 08h14 Atualizada em 26/11/2021 às 08h34
Por: Fonte: Agência de notícias do Paraná
Compartilhe:
Foto: SESA
Foto: SESA

A mobilização do Estado do Paraná  de combate à dengue, promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) envolve agentes de saúde, escolas, moradores e gestores de todo Estado, e tem a finalidade de alertar a população sobre a importância da eliminação  dos criadouros do Aedes aegypti, transmissor da doença, zika e chikungunya. 

Esta sexta-feira (26) foi a data escolhida como o Dia D para lembrar o quanto a prevenção, informação e cuidados podem ajudar nesse combate.

A Sesa, por meio da Coordenadoria de Vigilância Ambiental (CVA), preparou este ano várias ações de combate ao mosquito. A programação, organizada pelas Regionais de Saúde, conta com arrastões de limpeza, mutirões de visitas domiciliares de agentes de endemias, divulgação de materiais informativos em ruas e praças, capacitações e palestras, apresentações artísticas e exposições, além de diversas atividades educativas em escolas, unidades de saúde, empresas, comércio e prédios públicos.

Além da mobilização junto à população, a Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde (DAV), a CVA e a Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores (DVDTV) fazem a capacitação de profissionais das 22 Regionais e seus municípios-sede para a aplicação da metodologia de avaliação de efetividade do uso do inseticida Cielo a UBV pesado (o popular veículo fumacê).

“O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos e de calor, que se aproximam com a chegada do verão. Por isso é importante que o Aedes aegypti não encontre condições para se desenvolver. Todos os meses mantemos nossas ações, mas neste as intensificamos junto às Regionais e à população”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

PREVENÇÃO – Entre os locais mais propícios para a proliferação estão recipientes expostos à água da chuva, como lixo, calhas e ralos entupidos, pratos e vasos de plantas, reservatórios de água para animais domésticos, ocos de árvore, bromélias, caixas d’água e lajes. Contudo, é recomendado ficar atento a potenciais criadouros internos, como vasos sanitários desativados, coletores de água da geladeira e do ar-condicionado, suporte de garrafão de água, entre outros.

PREVENÇÃO – Entre os locais mais propícios para a proliferação estão recipientes expostos à água da chuva, como lixo, calhas e ralos entupidos, pratos e vasos de plantas, reservatórios de água para animais domésticos, ocos de árvore, bromélias, caixas d’água e lajes. Contudo, é recomendado ficar atento a potenciais criadouros internos, como vasos sanitários desativados, coletores de água da geladeira e do ar-condicionado, suporte de garrafão de água, entre outros.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias