Quarta, 19 de Janeiro de 2022
25°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Mulheres Plurais Você sabia?

Google homenageia a travesti advogada e ativista Janaína Dutra

Janaína foi a primeira travesti a portar a carteira profissional da OAB

30/11/2021 às 21h45 Atualizada em 30/11/2021 às 21h51
Por: Da Redação Fonte: Wikipedia
Compartilhe:
Google
Google

Janaína Dutra  nasceu em Canindé, no dia 30 de novembro 1960  em Fortaleza. Ela foi uma ativista social, líder travesti do movimento LGBT no Brasil e reconhecida como primeira travesti a portar uma carteira profissional da Ordem dos Advogados do Brasil.

Biografia

Janaína Dutra, registrada ao nascimento como Jaime César Dutra Sampaio, nasceu em uma família de dez irmãos, em Canindé, interior do Ceará, na data de 30 de novembro de 1960.

Desde a infância gostava de usar os vestidos e maquiagens das irmãs. Aos 14 anos passou a sofrer homofobia, e foi quando sua família descobriu a sua sexualidade. Em 2000, Janaína comentou em uma entrevista no Rio de Janeiro: "Cheguei onde cheguei por conta do apoio familiar que ainda é a base tudo. Aquilo que te carrega as baterias. Uma boa relação familiar te dá coragem para enfrentar a sociedade".

Aos 17 anos, Janaína foi morar com sua irmã em Fortaleza, onde trabalhou para a Caixa Econômica Federal e começou a fazer tratamento com hormônios femininos. Por causa do grande preconceito vivido, Janaína decidiu cursar Direito na Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Em 1986, ela se formou e tornou-se a primeira travesti a portar uma carteira profissional da Ordem dos Advogados do Brasil, apesar de seu nome de batismo ainda constar no documento.

Ativismo

Conhecida por carregar consigo uma cópia da lei anti-homofobia aprovada por sua cidade natal, Janaína passou a vida inteira participando de conferências, seminários e mesas redondas para defender a igualdade.

Ao longo da década de 1980, passou a dedicar seu tempo às causas LGBT e das pessoas soropositivas. Foi uma participante ativa na construção do Grupo de Apoio Asa Branca (GRAB), cuja criação é o marco fundador do movimento da livre orientação sexual e identidade de gênero no Ceará, foi co-fundadora (1989), assessora jurídica e vice-presidente (nos mandatos 1995, 1997, 1999 e 2001) da entidade. No Grupo de Apoio Asa Branca, ela participou de diversos projetos, entre eles destaque para o ‘Somos’ que trabalhava a prevenção de DSTs/Aids. Ela também fundou, ao lado da ativista travesti Thina Rodrigues, a Associação das Travestis do Ceará (Atrac). Dutra também foi presidenta da Articulação Nacional das Travestis (Antra) e membro do Conselho Nacional Contra a Discriminação, e nesse ajudou na criação da Lei Municipal 8.211/98, lei que coíbe e pune a LGBTFobia em estabelecimentos comerciais, industriais, empresas prestadoras de serviços e similares, que discriminarem pessoas em virtude de sua orientação sexual em Fortaleza.

Ao lado do Governo Federal, Janaína Dutra ajudou na construção do programa de “Brasil sem Homofobia” e exerceu trabalho pioneiro junto ao Ministério da Saúde na elaboração da primeira campanha de prevenção da AIDS destinada especificamente às travestis.

Janaina Dutra. Foto de arquivo pessoal

Homenagens

Em 2010, foi lançado o filme Janaína Dutra - uma Dama de Ferro, do produtor e roteirista internacional Wagner de Almeida, que conta a história de vida e a luta política da ativista.

Em 2011, foi fundado em Fortaleza, o Centro de Referência LGBT Janaína Dutra, órgão municipal que tem por objetivo proteger a população LGBT em situação de violência, violações e omissões de direitos com base na sua orientação sexual e/ou identidade de gênero.

Em 30 de novembro de 2021, em homenagem aos 61º aniversário da ativista, o Google utilizou um Doodle em sua homenagem.

Morte

Janaína Dutra morreu vítima de câncer de pulmão aos 43 anos de idade, em 8 de Fevereiro de 2004.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias