Domingo, 16 de Junho de 2024
17°

Parcialmente nublado

Cafelândia, PR

Geral Parceria

Com recursos da Itaipu, nova sede do Batalhão de Fronteira de Guaíra é inaugurada

Somando a obra e as duas embarcações blindadas entregues ao Batalhão, investimento da binacional em segurança pública ficou em R$ 26,7 milhões

07/06/2024 às 18h15
Por: Postagem Fonte: Assessoria da Itaipu
Compartilhe:
 Crédito das fotos: Giovani Trebien/Itaipu Binacional
Crédito das fotos: Giovani Trebien/Itaipu Binacional

A Itaipu Binacional investiu R$ 22,7 milhões para a construção da nova sede da 2ª Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), da Polícia Militar (PM), em Guaíra (PR). A inauguração da unidade foi na manhã desta sexta-feira (7), com a presença de autoridades municipais, estaduais e federais. Também foram entregues duas embarcações blindadas adquiridas com recursos da Itaipu, cada uma no valor de R$ 1,8 milhões, totalizando um investimento de R$ 26,7 milhões na segurança pública da região.

A nova sede do BPFron foi construída em um terreno de 36 mil metros quadrados, doado pela Prefeitura. Tem 5,5 mil metros quadrados de área construída e conta com centro operacional, refeitório, alojamento, academia, auditório, canil, piscina de treinamento, pista de atletismo, entre outras edificações. Já as embarcações têm 8 metros de comprimento cada uma, capacidade para transportar 12 pessoas, e são equipadas com tecnologia de ponta, como câmera termal, sonar, radar e GPS.

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, Enio Verri, observou que Guaíra está localizada em uma região estratégica para a segurança nacional, próxima à divisa com o Mato Grosso do Sul e da fronteira com o Paraguai, delimitada pelo reservatório de Itaipu. Por isso, necessita de estrutura de segurança pública adequada e policiamento ostensivo para evitar crimes como o transporte ilegal de mercadorias, armas e drogas.

Segundo ele, a expectativa é que a nova estrutura permita a intensificação do policiamento na região e no reservatório de Itaipu, garantindo maior segurança à população e à própria usina. “A parceria com o setor de segurança é determinante para a vida da usina de Itaipu. Portanto, estamos falando de uma troca, não de um favor. Essa é uma parceria que interessa a todos”, disse.

Para o secretário de Segurança Pública do Paraná, Hudson Leôncio Teixeira, a nova estrutura é importante porque fortalece o policiamento na região e poderá contribuir para a capacitação profissional. “Aqui temos a possibilidade de integração entre as forças policiais, promovendo intercâmbios, cursos, treinamentos, preparando melhor o nosso policial. Queremos que [esse espaço] se torne referência para outros batalhões de fronteira do País.”

“Poderemos oferecer uma condição de trabalho mais adequada e isso obviamente será significativo no atendimento da população. Pois o nosso policial, estando em boas condições de trabalho, vai exercer uma boa atividade e atender ainda melhor a nossa comunidade local”, completou o comandante geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Jefferson Silva.

O comandante do Batalhão de Polícia de Fronteira, major Divonsir de Oliveira Santos, afirmou que a nova estrutura vai atender não somente aos policiais da segunda companhia, como também de outras regiões. “Com certeza é uma das melhores estruturas do Paraná e do Brasil, em nível de policiamento de fronteira.”

A cerimônia de inauguração também contou com a presença do prefeito de Guaíra, Heraldo Trento; do presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), Márcio Rauber, prefeito de Marechal Cândido Rondon; dos diretores de Itaipu Luiz Fernando Delazari (jurídico) e Carlos Carboni (de Coordenação) – entre outras autoridades.

*Frentes de atuação*

A 2ª companhia atua em três frentes: o Pelotão do Corpo de Operações de Busca e Repressão Aquática (Cobra), que faz o policiamento embarcado na região do Lago de Itaipu (170 km de 16 municípios lindeiros), a Rondas Ostensivas com Aplicação de Motocicleta (Rocam), que faz o policiamento terrestre, e o Pelotão de Operação com Cães (POC).

Além de Guaíra, o Batalhão de Fronteira conta com unidades em Marechal Cândido Rondon (1º Batalhão) e Santo Antônio do Sudoeste, totalizando 226 policiais. Atende 139 municípios e uma população de 2,5 milhões de habitantes. Desde 2012, quando iniciou as operações, já retirou de circulação quase 43 toneladas de drogas, 566 armas de fogo e mais de 28 mil munições, conforme dados da Polícia Militar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias