Sábado, 13 de Julho de 2024
12°

Tempo nublado

Cafelândia, PR

Geral Espiritualidade

A Última Guerra

A Terceira Guerra tornou-se inevitável.

29/06/2024 às 08h26 Atualizada em 29/06/2024 às 12h55
Por: Roberto C. P. Junior Fonte: O Dia Sem Amanhã
Compartilhe:
A Última Guerra

Certa vez perguntaram a Albert Einstein como ele imaginava que seria a Terceira Guerra Mundial. O físico alemão respondeu que a Terceira ele não sabia, mas que a Quarta seria travada com paus e pedras…

Talvez fosse assim mesmo, caso a índole humana conseguisse sobreviver à Terceira Guerra e voltasse a exercer sua influência devastadora no planeta. Mas tal não acontecerá. A Terceira Guerra Mundial será efetivamente a última, uma guerra da qual haverá poucos sobreviventes, conforme profetizado há mais de um século num trecho do assim chamado Terceiro Segredo de Fátima, revelado por Roselis von Sass em O Livro do Juízo Final: "Uma terceira guerra irromperá; tão horrível será, que apenas poucos sobreviventes haverá na Terra… Tremendas catástrofes virão sobre a humanidade..."

A própria humanidade colaborará desse modo, compulsoriamente, para o processo de depuração global ora em andamento.

Não é preciso ir muito longe para perceber como a raça humana caminha celeremente rumo à última guerra da sua história. Não são poucos os países empenhados em estender para os seus territórios o imenso campo minado atômico em que se transformou a Terra, como se a quantidade de megatons acumulada fosse ainda insuficiente para materializar o Apocalipse. Se o atual poderio atômico pudesse ser dividido equitativamente entre todos os habitantes do planeta, cada terráqueo seria contemplado com 4,2 toneladas de dinamite…

Os dois parágrafos abaixo foram extraídos de O Livro do Juízo Final, na resposta que a autora dá à pergunta se a humanidade não deveria, por meio de advertências e avisos, ser preparada para um Juízo:

"Ser advertida? A humanidade ainda precisa mesmo ser especialmente advertida? Toda a atual vida terrena com todas as calamidades, guerras, revoluções e demais tragédias humanas não serão advertências suficientes? Todo aquele que queira ver e ouvir, deve apenas observar o ambiente em que vive e em seguida tirar daí as suas conclusões!

Advertências e avisos deseja o ser humano! Para qualquer lugar que ele se volte, verá os sinais da época. Mesmo aqueles que rejeitam categoricamente quaisquer reflexões sobre um Juízo, afastando cada indicação referente a isso com as palavras de que tudo o que acontece hoje também já ocorreu antes, não podem se fechar diante do fato de que os povos, com precisão científica, estão se preparando para exterminarem-se mutuamente. Ou existirá ainda alguém que suponha que as terríveis armas atômicas não entrarão em ação?"

Fechar-se-á assim o longo e triste ciclo de violência de seres humanos contra seres humanos, cujo início remonta há muito, muito tempo. Mais de um milhão de anos nos separam das primeiras lutas entre tribos, como os primeiros frutos a amadurecerem do predomínio do raciocínio sobre a intuição, do intelecto sobre o espírito.

A hecatombe nuclear é o glorioso ponto final da saga humana, escrita com sangue de geração em geração. Uma tenebrosa trama composta de inúmeras personagens, cada qual procurando exercer da forma mais cruel possível seu papel no imutável roteiro milenar de cobiças, vinganças, ódios, opressões e iniquidades.

Contudo, também a Terceira Guerra seguirá caminhos predeterminados, de forma que não ocorrerá a mínima injustiça, pois ninguém em nossa época pode ser atingido por algo que não tenha ajudado a formar. Isso, a Lei da Reciprocidade, ou Lei do Retorno, não permite. Cada qual constrói também automaticamente sua própria proteção, segundo sua disposição em viver ou não em conformidade com as leis que regem a Criação.

Os que subsistirem aos acontecimentos previstos para o Juízo Final viverão posteriormente sob uma nova ordem, que nada mais fará lembrar da anterior. Será o tempo do Reino do Milênio, em que o mais abnegado amor ao próximo e a mais pura devoção ao Criador consistirão na própria vida.

Roberto C. P. Junior

Este post em áudio.

 Confira os posts sonorizados desta página em nosso canal no YouTube.

 Conheça as obras publicadas pela Ordem do Graal na Terra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
O Dia Sem Amanhã
O Dia Sem Amanhã
Sobre Roberto C. P. Junior é espiritualista, mestre em ciências, membro da Academia de Letras e Artes de Portugal e autor de seis obras, dentre as quais: O Dia Sem Amanhã, O Filho do Homem na Terra e Jesus Ensina as Leis da Criação, todas publicadas pela Ordem do Graal na Terra, da qual é membro –> bit.ly/livros-OGT. É responsável pela página "O Dia Sem Amanhã" no Facebook, pelo blog odsa.com.br e canal bit.ly/ODSA-YT.
Cafelândia, PR Atualizado às 15h01 - Fonte: ClimaTempo
12°
Tempo nublado

Mín. Máx. 14°

Dom 15°C 8°C
Seg 18°C 6°C
Ter 20°C 12°C
Qua 23°C 13°C
Qui 26°C 14°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias