Sábado, 16 de Outubro de 2021
18°

Pancada de chuva

Cafelândia - PR

Meio Ambiente Sanepar

Sanepar destaca plantios de 138 mil mudas no Dia da Árvore

Ação visa ampliar o volume e a qualidade da água dos mananciais e retirar 37,5 mil toneladas de gás carbônico por ano do meio ambiente.

21/09/2021 às 11h20
Por: Fonte: Da Agencia AEN
Compartilhe:
Serão plantadas mais 130 mil mudas de árvores visando a recuperação ambiental das barragens - Curitiba, 21/09/2021 - Foto: André Thiago/Sanepar
Serão plantadas mais 130 mil mudas de árvores visando a recuperação ambiental das barragens - Curitiba, 21/09/2021 - Foto: André Thiago/Sanepar

 

Em destaque ao Dia da Árvore que acontece nesta terça-feira (21), o entorno das barragens Piraquara II e Iraí, na Região Metropolitana de Curitiba, estão recebendo o plantio de 138 mil mudas nativas como angico, araçá, cedro-rosa, imbuia, jabuticabeira, ipê-amarelo e paineira.

O projeto visa ocupar 250 hectares, para o plantio das mudas e é uma das principais ações ambientais da Sanepar que tem por objetivo a recuperação ambiental destas barragens, bastante afetadas pela mais grave estiagem no Paraná dos últimos anos.

O plantio iniciou em junho, segue até 2023. O investimento neste projeto, e em outras ações ambientais, soma cerca de R$ 4,4 milhões. O projeto está dividido em três frentes. No entorno do Piraquara II, serão plantadas 133 mil árvores em áreas de preservação permanente, além de plantio de grama, execução de paisagismo e construção de aterros. As ações visam diminuir o processo de erosão, facilitando a infiltração de água no reservatório e melhorando a qualidade dessa água.

Na segunda frente, também na Bacia do Piraquara, será executado serviço de contenção da erosão que causou uma grande voçoroca na região e provocou o desmoronamento da antiga Estrada do Bugio.

A terceira frente, na área do reservatório Iraí, terá o plantio de cinco mil árvores e serviço de limpeza e remoção de resíduos e corte da vegetação que invadiu o terreno por causa do rebaixamento da represa durante a crise hídrica. O corte de gramíneas e arbustos, a roçada e retirada de resíduos serão feitos em 110 hectares da área de inundação.

No Parque das Nascentes, em área de dois mil metros quadrados, serão feitas roçada e melhorias estruturais nas margens do reservatório do Iraí com proteção do solo para inibir ação erosiva de ventos e chuvas. Está prevista também a supressão de árvores exóticas no entorno da barragem. O diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky, fala sobre a importância da ação,

“Estas ações integram o Plano de Segurança Hídrica da política ambiental da Sanepar. O agravamento da estiagem em 2020 reforça a importância dessas ações que visam combater as causas da indisponibilidade hídrica, como alterações climáticas, degradação ambiental, alta turbidez da água, captações irregulares, lançamento de diversos tipos de efluentes, que impactam na quantidade e da qualidade de água dos mananciais”.

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, explica que os 250 hectares de árvores representarão o resgate de 37.500 toneladas de gás carbônico da natureza ao final da intervenção. Segundo ele, a ação segue a política de ASG (ambiental, social e governança) da companhia, com o mecanismo de adicionalidade,

“Ou seja, estamos adicionando um volume de árvores à natureza, ajudando a despoluir o meio ambiente e aumentando a disponibilidade hídrica”.

 

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
Facebook: https://www.facebook.com/jornalintegracaopr/
Instagram: https://www.instagram.com/jornalintegracaopr/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias