Quarta, 19 de Janeiro de 2022
26°

Poucas nuvens

Cafelândia - PR

Senado Federal Senado Federal

Senadores lamentam morte de Iris Rezende

Na abertura da sessão desta terça-feira (9), o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), no exercício da Presidência do Senado, manifestou pesar pe...

09/11/2021 às 21h28 Atualizada em 09/11/2021 às 21h28
Por: Da Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Senado aprovou voto de pesar pela morte de Iris Resende - Divulgação/Twiter Iris Rezende
Senado aprovou voto de pesar pela morte de Iris Resende - Divulgação/Twiter Iris Rezende

Na abertura da sessão desta terça-feira (9), o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), no exercício da Presidência do Senado, manifestou pesar pela morte de Iris Rezende. O ex-senador, ex-ministro da Justiça e ex-governador de Goiás morreu na madrugada desta terça-feira (9), em São Paulo, aos 87 anos, após de passar mais de três meses internado por conta de um acidente vascular cerebral (AVC). Veneziano destacou os valores do homem político e advogado competente, que participou do processo de redemocratização do país.

— Merece destaque sua permanente disposição em fazer mais pelo povo goiano e pelo país. Goiás perde um grande homem público — afirmou Veneziano.

Um requerimento de voto de pesar foi apresentado pelo senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO). Ele disse que, neste momento, “milhões de goianos choram a morte de Iris Rezende”. Para a senadora Nilda Gondim (MDB-PB), o país perdeu um homem “altamente competente e capaz”. A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) também lamentou a morte do ex-senador. Eduardo Braga (MDB-AM) definiu Iris Rezende como um grande líder político, grande goiano e grande brasileiro.

— Com grande capacidade administrativa e compromisso com a cidadania, ele construiu uma carreira irreparável. Iris deixou um legado para Goiás e para o MDB — afirmou o senador.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) também lamentou a morte de Iris, a quem definiu como “figura simpática, calma e serena”. Paulo Paim (PT-RS) manifestou solidariedade à família e disse que o Brasil perdeu um grande homem público. Em breve discurso, o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) disse que o debate com Iris sempre foi no nível das ideias. Para Kajuru, Iris Rezende foi o político goiano de maior projeção. Ele ainda pediu que Deus console a família e os amigos.

Pela manhã, na sessão especial do Plenário em comemoração ao Dia Nacional do Hoteleiro, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem a Iris Rezende, por sugestão do presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (Abih), Manoel Linhares.

— Gostaria de enviar um voto de profundo pesar aos seus familiares — disse o senador Fernando Collor (Pros-AL), que presidia a sessão.

Twitter

 A repercussão da morte do político de Goiás continuou ao longo do dia nas redes sociais. Kajuru escreveu no twitter: “Goiás perde seu homem público de maior projeção. Tivemos várias divergências, mas Iris jamais me processou. Que Deus o receba e conforte sua família!”

Outro colega de partido, Marcelo Castro (MDB-PI), ressaltou que Iris teve uma vida dedicada à democracia. “Perdemos um dos maiores líderes do MDB e um dos fundadores do partido, Iris Rezende. Ele tinha 87 anos e uma vida dedicada à democracia brasileira. Seus ensinamentos e exemplo de liderança, seu compromisso com o povo goiano e com os brasileiros para sempre serão lembrados”.

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) afirmou que o “Brasil perde um de seus políticos mais experientes e reconhecidos. Iris Rezende teve mais de 60 anos de dedicação à vida pública”. Ele lembrou que o ex-senador foi governador de Goiás e ministro de Estado e teve um mandato cassado pela ditadura. Na visão da senadora Leila Barros (Cidadania-DF) “a morte de Iris Rezende deixa enlutados o Estado de Goiás e a cidade de Cristianópolis. Integrante do MDB histórico, ele deixa a esposa e os filhos Adriana, Ana Paula e Cristiano”. Ela ainda desejou aos familiares e ao povo goiano seus “votos de força, conforto, esperança e fé”.

Legado

O senador Irajá (PSD-TO) manifestou solidariedade aos familiares, amigos e a todo o povo goiano. Segundo o senador, “Iris Rezende teve uma vida dedicada à política, conquistando o respeito e a admiração de todos que acompanharam a sua trajetória”. Irajá ainda disse que Iris, “como grande administrador que foi, deixou a sua marca por todo o Estado de Goiás e na política nacional”. Wellington Fagundes (PL-MT) também expressou suas “condolências aos familiares do ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende”. Ele disse que o Brasil perde um político que dedicou a vida a causa pública.

Confúcio Moura manifestou pesar com a morte do “amigo Iris Rezende, o homem dos mutirões”. Para o senador, “com a sua grande capacidade de gestão e trabalho, Iris deixa um grande legado dos mais de 60 anos dedicados à vida pública”. Eduardo Braga afirmou que o ex-governador Iris Rezende, “ao longo de mais de 60 anos de vida pública, marcou o cenário nacional e especialmente a história de Goiás com seu carisma, sua luta pela democracia, sua dedicação e sua capacidade de trabalho e de gestão”.

Jader Barbalho (MDB-PA) classificou o ex-senador como um líder político atuante na redemocratização do país. “Meus sentimentos à esposa Iris, filhos e netos e que Deus o receba em seus braços”, desejou Jader. Alvaro Dias (Podemos-PR) escreveu: “Meus sentimentos sinceros e solidariedade à família, aos amigos e à população de Goiás que o elegeu como um dos maiores líderes de sua história”. O senador Plínio Valério (PSDB-AM) também manifestou sua “solidariedade à família do prefeito Iris Rezende nesse doloroso momento de partida”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias